Emplacamentos de veículos permanecem estáveis em setembro

São Paulo, 2 de outubro de 2013


coletivaCom um dia útil a menos do que agosto, setembro foi positivo para todos os segmentos automotivos, se desconsiderado o desempenho de motos, que sofre com retração de crédito nos últimos anos.

\r\n

A Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, entidade que representa mais de 7,2 mil concessionários de veículos de todo o Brasil, divulgou hoje (02), durante coletiva de imprensa, o desempenho do setor automotivo no mês de setembro e do acumulado de 2013.

\r\n

Sem considerar os emplacamentos de motos, que sofre com retração de crédito desde 2008, o setor automotivo como um todo cresceu 0,86% no acumulado de janeiro a setembro de 2013, e 8,87% na comparação entre setembro de 2013 e o mesmo mês de 2012. Sobre agosto/2013, a queda de setembro foi de 5,76%, percentual justificado pela Fenabrave e atribuído ao menor número de dias úteis. “A média mensal de setembro foi igual a dos primeiros nove meses deste ano, com 293.111 unidades, o que aponta para a estabilidade nos setores de automóveis e comerciais leves. Assim, a ligeira queda, de pouco mais de 1%, no acumulado do ano, não preocupa o setor, que deve apresentar um resultado bom, ainda que mais moderado do que os obtidos nos últimos anos”, declara Flávio Meneghetti, Presidente da Fenabrave.

\r\n

Em sua avaliação, “o segundo semestre de 2012 foi atípico, o que distorce a comparação com igual período de 2013. Mas a perspectiva de retomada do IPI, no início de 2014, nos indica que haverá aquecimento nas vendas de automóveis e comerciais leves nos dois últimos meses deste ano, equilibrando o resultado final de 2013 para algo em torno de 1% positivo, como projetamos desde julho”, afirma Meneghetti.

\r\n

Para caminhões, ônibus, implementos rodoviários, tratores e máquinas agrícolas, o desempenho tem sido extremamente positivo. Mesmo com a demora no desembolso do BNDES para o financiamento dos setores, o que justifica a queda de emplacamentos em setembro, a situação está sendo regularizada e a expansão desses segmentos é garantida.

\r\n

 

\r\n

Projeções para 2013 mantidas

\r\n

A Fenabrave manteve suas projeções de crescimento para o setor em 2013, sendo esperado aumento de 1,03% para automóveis e comerciais leves.

\r\n

O setor de caminhões deve crescer 12,10%, já o de ônibus deve chegar a 13,40%.

\r\n

Para tratores e máquinas agrícolas espera-se um crescimento acima de 10% este ano e, para o segmento de duas rodas, 2013 deve encerrar com queda de 8,6% sobre 2012.

\r\n

De acordo com a entidade, para todos os segmentos somados, está projetado um crescimento de cerca de 1,53% no ano.

\r\n

“A média geral do setor deverá ser favorecida pelos segmentos de caminhões, ônibus, implementos rodoviários, tratores e máquinas agrícolas, que vêm apresentando expansão considerável este ano. O desempenho estável de automóveis e comerciais leves já era esperado e pode ser considerado positivo, ainda que em volumes mais modestos. Já o setor de motos vêm se mantendo em queda contínua nos últimos anos, em função da retração do crédito. Nesse sentido, o Sistema de Consórcio tem sido uma alternativa para este mercado”, conclui Meneghetti.

\r\n

Acompanhe abaixo o desempenho de cada segmento

\r\n

Automóveis e Comerciais Leves – As vendas de automóveis e comerciais apresentaram queda de 6% em setembro comparado a agosto. Foram emplacados 293.961 unidades no mês, contra 312.715 em agosto. Na comparação com setembro de 2012, quando foram negociadas 277.581 unidades, os segmentos registraram crescimento de 5,90%. No acumulado, a queda foi de 1,07%, passando de 2.666.809 unidades em 2012 para 2.638.378 este ano.

\r\n

Caminhões e Ônibus – O mercado de caminhões registrou crescimento na comparação dos acumulados de 2012 e 2013. Foram emplacados 115.942 caminhões até setembro deste ano, ante 100.115 unidades no mesmo período de 2012 - aumento de 15,81%. Ao comparar setembro deste ano (12.966 unidades) com agosto (13.376 unidades), o segmento registrou queda de 3,07%.

\r\n

O segmento de ônibus retraiu 5,11% no mês de setembro. Foram emplacadas 2.952 unidades, contra 3.111 em agosto. Na comparação com o mesmo período de 2012 (2.027 unidades), o segmento cresceu 45,63%. Já no acumulado, o segmento de ônibus registrou alta de 17,53% entre 2013 e 2012.

\r\n

Somados, os segmentos de caminhões e ônibus retraíram 3,45% no comparativo entre agosto e setembro. Já na comparação com setembro de 2012, registraram crescimento de 51,63%. No acumulado, houve alta de 16,12% para os dois setores somados.

\r\n

Motocicletas – O segmento de duas rodas apresentou retração de 8,78% em setembro, no comparativo com mês anterior. Foram emplacadas 117.766 unidades, contra 129.095 motos em agosto. Em relação a setembro de 2012 (115.264), este setor cresceu 2,17%. Já no acumulado, houve retração de 9,14%.

\r\n

Implementos Rodoviários – Foram vendidas 5.927 unidades em setembro, contra 6.305 em agosto, numa queda de 6%. Em relação a setembro do ano passado (3.296 unidades), o segmento cresceu 79,82% em unidades emplacadas, chegando a um aumento de 34,23% no acumulado de 2013 contra igual período de 2012.

\r\n

Mais informações à imprensa: 
MCE 
Contatos: Rita Mazzuchini (Mtb 22128), ou Daniela Figueira
E-mails: rita@mcepress.com.br; daniela.eventos@fenabrave.org.br
Tel: (11) 5582-0049 ou 2577-6533

\r\n

 

\r\n